Vacina para Covid-19: tire todas suas dúvidas sobre o tema

Whatsapp Compartilhar

De acordo com dados de junho de 2021, mais de 24 milhões de brasileiros já tomaram a segunda dose da vacina para Covid-19. O país está avançando na imunização, gerando a esperança de, finalmente, combater a pandemia.

Entretanto, é importante lembrarmos que ainda estamos no início do processo. Isso porque mais de 75% da população do Brasil não tomou, ao menos, a primeira dose do imunizante. Assim, o país ainda enfrenta riscos de contaminação, sendo essencial não abandonar os cuidados que vêm sendo adotados desde 2020.

Muitas pessoas ainda têm incertezas e inseguranças a respeito da vacina para Covid-19, será que você também tem? 

Preparamos este artigo completo para ajudar. Nele, explicamos os pontos mais relevantes sobre a imunização e respondemos às principais dúvidas. Acompanhe!

Por que é importante se vacinar contra a Covid-19?

Desde a descoberta da vacina, no século 18, o mundo já conseguiu erradicar diversas doenças. Saiba a seguir as principais vantagens da vacina contra a Covid-19. 

Proteger quanto à infecção

Vacinas induzem o organismo a produzir anticorpos e células defensoras. Portanto, o indivíduo vacinado fica protegido quanto ao contágio. Dessa forma, no contato com o vírus, o corpo já sabe como se defender.

Quem se vacina tem mais chances de manifestar sintomas leves da doença. Foto: Getty Images

Manifestar apenas sintomas leves

Nenhuma vacina é 100% eficaz. No entanto, uma pessoa imunizada que venha a ser contaminada tende a apresentar apenas sintomas leves da doença, sendo mais fácil de tratar.

Diminuir a proliferação do vírus

A vacinação em massa é uma forma efetiva de diminuir a circulação do vírus e vencer a pandemia para, então, voltarmos ao convívio em sociedade. 

O mundo já enfrentou grandes contágios, no passado, e eles só foram vencidos graças à imunização.

Praticar hábitos de saúde

Vacinas também fazem parte dos hábitos de saúde, sabia? São tão importantes quanto atividades físicas, uma boa noite de sono, alimentação adequada e o cultivo de laços sociais positivos, por exemplo.

vacina para Covid-19
Vacinação no Brasil começou pelas pessoas mais idosas. Foto Getty Images

Quais as principais dúvidas sobre a vacina para Covid-19?

A vacina contra a Covid-19 é recente, portanto, é normal existirem questionamentos. A seguir, confira as respostas das principais dúvidas sobre o tema.

A vacina contra a Covid-19 causa a doença?

Não. Ainda que cada laboratório use uma tecnologia diferente para produzir o imunizante, nenhum é capaz de causar a doença. 

O que pode acontecer é a pessoa apresentar reações, principalmente após a segunda dose. Isso é normal, sendo apenas uma reação do organismo.

É segura a vacina contra Covid-19 no Brasil?

Sim. Todas as vacinas passam por testes que medem segurança e eficácia. 

Há estudos baseados em evidências científicas. Apenas após isso, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprova o produto para a população.

Em quanto tempo a vacina de Covid-19 começa a funcionar?

Cada organismo trabalha em ritmo diferente na produção de anticorpos, dessa forma é difícil generalizar e ter uma resposta específica. 

Mas, de modo geral, a proteção está mais completa duas semanas depois da segunda dose.

Após se vacinar é comum ter reações, mas não é todo mundo que as têm. Foto: Getty Images.

Quais os efeitos da vacina contra Covid-19?

Os efeitos, quando presentes, duram algumas horas. Entre eles, temos:

  • Dor local;
  • Cansaço; 
  • Calafrios; 
  • Febre;
  • Náuseas;
  • Dor de cabeça.

O que fazer se perder o prazo da segunda dose?

A maioria das vacinas conta com duas etapas. É importante seguir o protocolo para ter a imunização completa. 

Passando o prazo, é possível tomar normalmente a segunda dose. Assim, não é necessário reiniciar o processo.

Até quando adotar as medidas de segurança?

É importante continuar com as medidas já iniciadas no início da pandemia até toda a população receber o imunizante

Entre elas, o uso de máscara e álcool em gel, além da higienização das mãos com água e sabão ao chegar em casa.

Pode tomar a vacina para Covid-19 junto de outras?

Não é recomendado tomar junto de outras vacinas. O ideal é aguardar 14 dias, dando preferência à imunização contra o coronavírus.

Existem várias vacinas e todas foram comprovadas a eficácia. Foto: Getty Images

Quais as vacinas contra Covid-19 que estão sendo aplicadas no Brasil?

Desde que foi reconhecida a gravidade do novo coronavírus, centenas de laboratórios mundiais iniciaram o processo de fabricação das vacinas.

Cada um obteve a aprovação em épocas diferentes, por isso, temos mais de uma vacina sendo aplicada no país e no mundo. A seguir, confira a diferença entre elas.

CoronaVac

A CoronaVac é produzida na China pela farmacêutica Sinovac. No Brasil, tem parceria com o Instituto Butantan. Atua por meio do vírus inativo que, ao entrar no organismo humano, estimula os linfócitos, como se fosse uma infecção real. 

São necessárias duas doses, com tempo entre 14 e 28 dias entre uma e outra.

Pfizer

É produzida pela alemã BioNTech. Usa a tecnologia de replicar sequências de RNA mensageiro por meio de engenharia genética. A partir disso, faz uma cópia da proteína Spike, específica do novo coronavírus. O sistema imunológico entra em ação ao perceber a presença do invasor.

São necessárias duas doses, com intervalo de 21 dias.

AstraZeneca/ Oxford

Criada na Universidade de Oxford, no Reino Unido. No Brasil, a Fiocruz é responsável. Atua com um vírus vivo, porém de vetor viral não replicante, ou seja, não se replica ao entrar no organismo humano.

São necessárias duas doses no intervalo de 4 a 12 semanas.

Sputnik V

É uma das mais recentes e é produzida no instituto Gamaleya, na Rússia. Atua de forma semelhante à da AstraZeneca, com um vetor viral não replicante. No entanto, utiliza adenovírus diferentes na primeira e na segunda dose.

O Ministério da Saúde assinou contrato em março. A previsão é que o primeiro lote das vacinas chegue em julho.

Johnson & Johnson

É produzida pela farmacêutica belga Janssen, que pertence ao grupo Johnson & Johnson. Assim como a Sputnik e a AstraZeneca, usa vetores de adenovírus não replicantes.

O governo assinou o contrato em março. O imunizante chegou no dia 22 de junho. É necessária uma única dose.

E as vacinas particulares?

Ainda não é possível se vacinar contra a Covid-19 em laboratórios particulares, nem há previsão de quando isso acontecerá.

Antes de se vacinar é importante fazer o teste de Covid-19. Foto: Getty Images.

Quem pode tomar a vacina para Covid-19?

Todas as pessoas que não têm contraindicações estão liberadas. Quem usa anticoagulante deve informar esse fato no momento da vacinação para receber os cuidados adequados, como aplicar uma bolsa de gelo no local.

Pessoas que já tiveram o coronavírus também podem receber o imunizante, mas precisam aguardar quatro semanas após o início da doença.

Existe alguma contraindicação? 

Algumas circunstâncias exigem o adiamento da vacina para Covid-19:

  • Quem apresenta febre acima de 37,5°C;
  • Quem está com Covid-19, ainda que não apresente os sintomas. Por isso, é fundamental fazer o teste antes. O Laboratório Padrão oferece comodidade nesse serviço, que pode ser solicitado em casa, inclusive.

Outros precisam de um aval médico:

  • Quem já apresentou alergias a outras vacinas;
  • Aqueles que fazem uso do medicamento imunoglobulina;
  • Pacientes oncológicos;
  • Gestantes;
  • Lactantes.

Como está o calendário da vacinação da Covid-19 no Brasil?

A vacinação começou com os grupos prioritários e segue agora por faixa etária, privilegiando as pessoas com mais idade.

O calendário não é centralizado, então cada cidade está em um ritmo distinto. De qualquer forma, o Ministério da Saúde já se pronunciou quanto ao término de vacinar toda a população e estimou o prazo para dezembro de 2021.

Lembre-se de que também é importante estar em dia na vacinação contra outras doenças, combinado? Afinal, existem muitas infecções de consequências graves e que podem levar à morte. Você consegue comprar online as vacinas em nossa loja virtual.

Enfim, a vacina para Covid-19 é a principal forma de voltar ao convívio social com segurança. Como você viu, o Brasil dispõe de imunizantes de diversas tecnologias e todos com grande eficiência.

O Laboratório Padrão é especialista em saúde, por isso conte conosco para cuidar de você e da sua família. Inclusive na hora de fazer o teste de Covid-19 antes de se vacinar.

Precisa de informações sobre nossos serviços? Atendemos pelo WhatsApp: (62) 3221-9000. Entre em contato conosco. 

Até a próxima!

Acesse aqui